Arquivos da categoria 'Teatro'

Vá ao teatro JÁ!

Peça boa, e preço bom.

Eu adoro ir ao teatro desde criancinha, e não é à toa. Minha mãe foi produtora de várias peças e eu sempre me encantei pelo clima dos atores de teatro, que sempre me pareceram bem mais reais e até ‘melhores’ que os da televisão. Por isso, eu nunca fiquei muito tempo sem procurarpor uma nova peça, mas conheço pouquíssimas pessoas que tenham esse hábito. Um dos argumentos mais frequentes é velho conhecido do meio artístico: ‘teatro é muito caro’. De fato, peças com ingressos a R$ 50 e até mais que isso não devem esperar um sucesso de público por puro interesse cultural. Geralmente, elas têm figurões tarimbados no elenco, que atraem os espectadores. Mesmo assim, o preço restringe sim, e muito, as opções de lazer da maioria dos cariocas, que acabam optando por outras diversas opções que a cidade oferece.

Devassa

Pois no Sesc Ginástico, em Copacabana, esse argumento não vale. Lá, você pode assistir à uma peça de qualidade como a nova montagem da Cia dos Atores, Devassa, por até R$ 16. E não é só isso: R$ 4 para comerciários, R$ 8 para jovens de até 21 anos, estudantes, classe artística e maiores de 60 anos.

Bacana, não?

O texto é inspirado na peça ‘A Caixa da Pandora – Lulu’, de Frank Wedekind, velho conhecido de Olinto que fez os primeiros estudos sobre o texto em 1990 e sugeriu a montagem atual. Como de costume, o grupo investiga a obra, buscando uma releitura criativa do original. Nesse caso, o manuscrito escrito por Wedekind entre 1892 e 1894, versão anterior da obra que sofreu modificações devido à censura alemã e redescoberta e publicada na Alemanha somente um século depois, em 1988.

Serviço:

Mezanino do Espaço SESC - Rua Domingos Ferreira, 60. Quintas e domingos às 20h, sextas e sábados às 21h30. Classificação: 18 anos.

674 comentários

A Casa dos Budas Ditosos

Foram alguns anos, mas eu consegui. Finalmente vi Fernanda Torres na pele da personagem que mais me chocou e supreendeu na adolescência. Eu precisava ver aquilo. Sabia que só uma atriz como ela consegueria satisfazer minha vontade de ver em ação aquela senhora safada que eu lia no ônibus, constrangida com as suas aventuras, e encolhendo o o tronco sobre o livro algumas vezes, como se os outros pudessem saber o que eu estava lendo.

Foto de Luciana Prézia

A peça ‘A Casa dos Budas Ditosos’ não decepciona quem, como eu, se apegou ao texto de João Ubaldo Ribeiro. Aliás, ele também está lá, e saiu dos alto falantes da sala de teatro do Fashion Mall com sua voz arrastada e o seu sotaque inconfundível,  apresentando aquela baiana que tem coragem de descrever minunciosamente suas relações sexuais, inclusive com mulheres, com o irmão e o tio. Tenho certeza que, em alguns momentos, eu e todo mundo rimos de nervoso. O texto é picante, e a própria protagonista diz, pouco antes de encerrar o monólogo, que espera que todos saiam dali morrendo de vontade de comê-la. A direção só podia ser do Domingos de Oliveira.

Com o sotaque e os improvisos de Fernanda, impossível não rir. Mesmo o ser mais pudoroso não resistiria.

Então vamos ao que interessa: a peça estreiou ontem, e fica na sala 1 do Teatro Fashion Mall. A temporada vai até o dia 02 de maio. Sexta e sábado às 21h30, domingo às 20h.

3.572 comentários

Com a Palavra, Barbara Heliodora

A Dama do Teatro, Barbara Heliodora, oferece agora em Julho um curso imperdível sobre grandes escritores como Shakespeare, Moliére e TcheKhov.

A aulas serão ministradas através de quatro palestras expositivas e ocorrerão no Casarão Austregésilo de Athayde, no Cosme Velho, sempre as terças-feiras.

Para mais informações, acesse www.ceat.org.br

Quatro vezes Teatro

678 comentários

“O Estrangeiro” de Camus

"O Estrangeiro"

 

Mais um sucesso nos palcos do Rio: a estréia de “O Estrangeiro”, famoso romance do século XX, escrito pelo francês-Argeliano, Albert Camus. Uma adaptação do dinamarquês Morten Kirkskov com interpretação de Guilherme Leme, e com direção inédita de Vera Holtz.

O Absurdo, é o ponto central da obra de Camus.

De quebra, a atuação de Maneco Quinderé, iluminador, que contracena como Sol, personagem fundamental na história de Camus.

Vale à pena conferir.

“O Estrangeiro” está no Espaço Sesc (Copacabana) até dia 8 de março , e com nova estréia no dia 13 do mesmo mês, no teatro do Jockey.

662 comentários