Arquivos da categoria 'Esporte'

A bola também rola na Estônia!

Enquanto todos os holofotes estão voltados para a Copa na África, a Estônia, terra de belas mulheres como a Top Model Carmen Kass, vai ser também capital do futebol. E não é só de futebol. São 22 países em 12 modalidades.

Do dia 1º ao dia oito, 153 trabalhadores-atletas fazem parte da delegação brasileira de maior participação da história do SESI em competições internacionais.

O mais bacana é que a competição poderá ser acompanhada em tempo real, pelo twitter. Notícias dos jogos e dos bastidores e mini-documentários diários vão para o canal oficial do Facebook e as fotos sobem diariamente para o flickr. As entrevistas? Via FormSpring. Será assim a cobertura das Olimpíadas do Trabalhador na Estônia: mostrando a força da web e das redes sociais.

2.609 comentários

Juba&Lula, hoow!!

Final de semana de calor é sempre aquilo: pré-praia em alguma iogurteria, praia, pós-praia com chopp no Braca, alguma festinha hypada… beleza, tudo muito bom. Mas se você quer dar um sacode nessa monotonia (mas um sacode propriamente dito), o Riodetudoumpouco te traz uma nova opção: Lagoa Aventuras (link).

Sabe o ‘Parque da Catacumba’ na Lagoa? Aquele que fica ali próximo ao Corte? Então, ali está em fase de soft-opening o primeiro parque de esportes de aventura carioca. O ‘Lagoa Aventuras’, instalado dentro do ‘Parque da Catacumba’, é uma ótima surpresa. Lá tem um senhor paredão de escalada, tirolesa, rapel nas pedras do alto do parque e um circuito de arvorismo que está lindo.

O colaborador (empolgado) que aqui escreve já foi, aprovou e agora assina embaixo. Profissionalíssimo. Cada equipamento com equipe especializada para apoio. O mais legal é a presença dos pequeninos (sempre eles), até porque também há uma versão baby para o arvorismo.

E outra: se você é mais devagar-quase-parando ou “não tem mais idade para essas coisas”, não deixe de visitar o espaço. O ‘Parque da Catacumba’ é um achado, mesmo sendo um espaço há tantos anos perdido no circuito carioca. É um museu a céu aberto, cheio de obras de arte. Sem contar os mirantes, miquinhos, espaços pra ioga ou tai chi… perto do agito da orla da Lagoa, não tem espaço melhor pra um chill-out (ou pra uma aventura).

Se joga, literalmente.

///////////////////

Em tempo: boa pedida também é esticar o passeio no já clássico Palaphita Kitch (link). E dar aquela brindada com aqueles drinks gelados de “além-do-Pará” que só o restaurante tem.

575 comentários

Com sua licença,…

… mas hoje a emoção é tamanha que pede para ser extravasada em várias mídias e canais. Parabéns a todos os vascaínos do Rio de Janeiro, do Brasil e de além mar. Vocês entendem que o Vasco da Gama é muito mais do que um clube de regatas ou um time de futebol carioca. O Vasco da Gama é uma instituição que possui uma das mais lindas histórias do esporte mundial, no que tange à sua luta histórica contra o racismo, à união de sua torcida, à bravura e ao amor. Quem conhece, sabe. Hoje o Rio é Cruzmaltino.

P.s.: E pra que este post não seja somente uma declaração de amor escancarada deste colaborador, mas ainda no traço de união Brasil-Portugal, duas dicas: pedir um ‘Zé do Pipo’ no clássico e todo reformado ‘Adegão Português‘ (em São Cristóvão ou Barra da Tijuca); Conhecer o excelente CD de releituras chill-outdowntempo ‘Electronico’ do Madredeus.

635 comentários

paulo-02paulo-01

É Muitaaa Onda…

É muita onda, digo, é muito mergulho…

Paulinho Tesserolli, o professor de mergulho mais querido e mais conhecido do Rio e do Brasil vai ser reconhecido com o Prêmio Platinum Pro5000 Dives da SSI - Scuba School International.

Quem mergulha sabe da importância desse prêmio, não só para o Paulinho Tesserolli, mas para o nosso país.  Pra se ter uma noção do valor desse prêmio, Jacques Cousteau também o recebeu…

Paulinho fundador da antiga e lendária Squalo, hoje dá personal dive e organiza  viagens de mergulho mundo afora.

Parabéns Paulinho! Muitos mais mergulhos para você!

761 comentários

Eu Jogo, ele joga, todos podem jogar – Beach Tenis

21

Cresce assustadoramente o número de adeptos ao Beach Tenis no Brasil.

O esporte que nasceu há 12 anos na Itália, chegou ao Brasil em 2007-8, e já deu até medalha aos brasileiros (bronze no mundial por equipes, na Itália).

O esporte está espalhado pelas redes e praias do Rio de Janeiro, e também por São Paulo.

Sabe aquela rede que você achava que era Volei, mas quando chega perto, acha que é peteca, mas quando não acha a peteca, e vê que é uma bola de tênis, acaba não entendendo nada? Isto é Beach Tenis!

Tem a mesma pontuação do tênis, só que sem a vantagem. Tem quase as mesmas dimensões da quadra de vôlei, e usa uma raquete parecida com a de frescobol, mas bem mais “descolada”.

No Rio, e em Ipanema, o “point”mais famoso e badalado para quem quer aprender a curtir o esporte, e conhecer gente animadíssima, inclusive as 8 da manhã, é a rede e aula da nossa medalha de prata nas Olimpíadas, em Volei de Praia, Monica Rodrigues.

Essa fera em praticamente “todos” os esportes, aprendeu, treinou, jogou com os melhores, e hoje ensina a um grupo de pessoas a jogar beach tênis, e principalmente, a entender a paz de espírito que pode se conseguir com uma energia tão maravilhosa do mix de mar, sol, areia, e gente com um único propósito: Ser feliz.

Eu jogo, ele joga, todos jogam. Idade não importa. Sexo idem. Se não tiver raquete, sem problema algum, ela empresta.

De terça a sexta, 8:00 da manhã, ou 8:30hs, no posto 10. Bem em frente a Anibal de Mendonça.

Eu realmente jogo! E você, cadê?

volei-1

512 comentários